Saiba Antes de Ir

Atualizado em: 26/08/2021

Diferentes restrições de viagem estão em operação na Grã-Bretanha e na Irlanda do Norte, com exigências de teste e quarentena para quem chega ao Reino Unido. As regras variam de acordo com o país de origem e a quarentena é necessária tanto para visitantes internacionais quanto para cidadãos e residentes retornando do exterior. O Brasil é um dos países inclusos na Lista Vermelha do Reino Unido. Passageiros que estiveram em países da lista vermelha nos últimos 10 dias terão a entrada negada no Reino Unido, exceto se forem cidadãos britânicos e irlandeses, ou tiverem direitos de residência no Reino Unido. Para estes casos, a entrada é permitida, mas exige uma estadia de quarentena obrigatória de 10 dias em hotel escolhido pelo governo, e testes de COVID-19. Os custos são de responsabilidade do viajante. Mais informações no site do Governo do Reino Unido.

Recomendamos que verifique as orientações governamentais mais recentes antes de viajar. Lembre-se de que InglaterraEscóciaPaís de Gales e Irlanda do Norte podem ter diretrizes e conselhos diferentes. Para mais informações sobre áreas específicas, verifique as páginas governamentais relevantes.

 

Últimas Informações

Instrução: os protocolos a serem seguidos para quem chega ao Reino Unido dependem de onde o passageiro esteve nos 10 dias anteriores à chegada, e do país britânico onde ficará hospedado. Há um sistema de semáforos que qualifica países de origem como Red, Ambar e Green. Para países Red e Green, há regras de quarentena em vigor. As regras podem variam para cada nação do Reino Unido, portanto, certifique-se de verificar os links abaixo para obter as orientações mais recentes:

Novas regras para passageiros vacinados

Os passageiros que chegarem de países Amber, que tiverem sido totalmente vacinados na Europa (Estados-Membros da UE, países da Associação Europeia de Livre Comércio e países europeus do microestado de Andorra, Mônaco e Cidade do Vaticano) e nos Estados Unidos não precisarão de quarentena ao entrar na Inglaterra. O programa de vacinação do Brasil não é válido no momento.

Aos passageiros que foram totalmente vacinados pela União Europeia (com vacinas autorizadas pela Agência Europeia de Medicamentos – EMA), ou pelos Estados Unidos (com vacinas autorizadas pela Food and Drug Administration – FDA), ou pelo programa de vacinação da Suíça, serão aplicadas as regras dos países Green: estarão isentos da quarentena e do teste no oitavo dia da chegada.

Todos os passageiros, sem exceção, ainda terão que apresentar o teste PCR negativo no desembarque na Inglaterra, além de fazer um teste PCR no segundo dia após a chegada. Os passageiros vacinados nos Estados Unidos precisarão fornecer um comprovante de que residem nos Estados Unidos. Nenhum passageiro pode entrar no Reino Unido sem o preenchimento do formulário de localização de passageiros.

 

O que conta como “totalmente vacinado”

Pode ser que você tenha sido totalmente vacinado em seu país de origem, mas não seja considerado para entrada no Reino Unido.

No Reino Unido, ‘totalmente vacinado’ equivale a:

  • 2 doses de uma vacina aprovada no país, que requer duas doses para imunização completa (Pfizer, AstraZeneca)
  • uma dose de vacina de dose única (Janssen)

 

A segunda dose precisa ter sido tomada no mínimo 14 dias antes da sua chegada ao UK. O dia em que você tomou a vacina não conta como um dos 14 dias.

 

Vacinas de 2 doses

Se você foi vacinado com uma vacina de 2 doses (como Moderna ou Pfizer), você precisa ter recebido ambas as doses para ser considerado totalmente vacinado. Isso se aplica a todos os casos, mesmo que você tenha se recuperado recentemente do COVID-19 e tenha imunidade natural.
Cada dose deve ser com a mesma vacina aprovada (MHRA, EMA, Swissmedic ou FDA). Por exemplo, se a sua primeira dose foi Moderna, a segunda dose também deve ser Moderna.
Para os programas do Reino Unido, você pode receber uma dose no programa de vacinação do Reino Unido e outra no programa de vacinação no exterior.

Vacinas de dose única

Se você recebeu uma vacina de dose única aprovada, como a Janssen, está totalmente vacinado.
Para mais informações por favor visite:

Inglaterra – https://www.gov.uk/guidance/how-to-quarantine-when-you-arrive-in-england

País de Gales – https://gov.wales/travel-wales-covid-19-testing-and-isolation

Escócia – https://www.gov.scot/publications/coronavirus-covid-19-international-travel-quarantine/pages/overview/

Irlanda do Norte – https://www.nidirect.gov.uk/articles/coronavirus-covid-19-travel-advice

Sistema de Semáforos (Traffic Light System)

Um sistema de semáforos é aplicado a visitantes que desejam viajar para o Reino Unido, vindos de outros países. Estes países de origem são classificados como Verde, Âmbar ou Vermelho.

Os procedimentos que você deve seguir para entrar no Reino Unido variam de acordo com o país de origem e o país de destino. Para mais informações sobre cada nação de destino, siga os links abaixo:

Inglaterra

País de Gales

Escócia

Irlanda do Norte

 

O status dos países internacionais é revisado a cada três semanas. Se um país ou território na Lista Verde estiver em risco mudar para Âmbar, esta observação constará na “watch list” da Lista Verde. Se o número de casos de COVID aumentar repentinamente em um determinado país, ele pode ser removido da lista verde ou adicionado à lista vermelha sem aviso prévio. As medidas de fronteira foram introduzidas para evitar a propagação de novas variantes do Coronavirus no Reino Unido.

 

Plano de Reabertura (saída do lockdown)

Inglaterra

Foi publicado um ‘roteiro’ que descreve como as restrições e lockdowns estão sendo amenizadas na Inglaterra. É uma abordagem de quatro etapas, que começou em 8 de março. Atualmente, há uma pausa de quatro semanas na Etapa 3 do roteiro. Espera-se que a Inglaterra passe para a Etapa 4 em 19 de julho. Isso será revisto em 12 de julho. Descubra o que mudará após a mudança para a Etapa 4.

 

Escócia

O governo escocês publicou seu roteiro para a flexibilização das restrições de bloqueio. A Escócia mudou para o Nível de Alerta 0 em 19 de julho, com um movimento para suspender mais das medidas COVID-19 restantes além do Nível 0, planejado para 9 de agosto.

Veja o calendário mais recente sobre o caminho que será adotado no relaxamento das restrições ligadas à COVID-19.

 

País de Gales

O roteiro de saída do lockdown no País de Gales pode ser acessado em The Coronavirus control plan: alert levels in Wales. No momento, Gales está no processo de transição entre o Nível de Alerta 2 para o Nível de Alerta 1. Mais informações sobre esta transição estão aqui. As restrições em vigor serão mantidas até, pelo menos, a próxima revisão regulamentar, que terá lugar até 15 de julho.

 

Irlanda do Norte

Na Irlanda do Norte, o plano para saída restrições detalha os estágios de relaxamento das restrições. Na sequência de uma revisão, a flexibilização adicional das restrições entrou em vigor na Irlanda do Norte a partir das 18:00 de 27 de julho; mais informações no site do governo.

 

Formulário de localização de passageiros

Os viajantes que visitam a Grã-Bretanha e a Irlanda do Norte vindos de qualquer país devem preencher um Public Health Passenger Locator Form, que coleta as seguintes informações:

Informações de contato
Detalhes da viagem (datas, endereços)
Dados do passaporte

O formulário deve ser preenchido online e enviado não antes de 48 horas antes da chegada.

Depois de preencher o formulário

Depois que os visitantes preencherem e enviarem o formulário, eles receberão um e-mail de confirmação com um documento anexado. Antes de chegar à fronteira, eles devem:

  • imprimir uma cópia do documento
  • fazer download do documento no telefone

Os visitantes precisarão mostrar o documento na imigração. Os oficiais da Força de Fronteira escanearão o código QR para verificar se os visitantes preencheram o formulário corretamente.

Mais informações sobre viagens, incluindo o que fazer em caso de sintomas do coronavírus durante a viagem e como preencher o formulário se estiverem viajando com alguém menor de 18 anos, podem ser encontradas na página oficial de informações do governo.

 

‘Estamos Prontos’ (We’re Good to Go)

Para ajudar no planejamento de viagens seguras, nos unimos ao VisitEngland, VisitScotland, Visit Wales e Discover Northern Ireland em um padrão de qualidade para a indústria de turismo e hospitalidade da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, com a marca ‘We’re Good to Go’. Os portadores deste selo são empresas que estão aderindo às respectivas orientações do governo e de saúde pública, realizaram uma avaliação de risco COVID-19 e garantiram as mudanças necessárias para um ambiente seguro aos visitantes.

Para conquistar a marca ‘We’re Good to Go’, as empresas fazem uma avaliação por meio de uma plataforma online, incluindo um check-list de segurança. Um sistema de “alerta” garante que as empresas certificadas sejam notificadas de quaisquer alterações nas orientações oficiais.

Lembre-se de procurar a marca em sites de negócios individuais quando estiver pensando em planejar sua viagem online. Nosso mapa interativo lista todos os estabelecimentos de turismo e hotelaria que receberam o selo e estão prontos para receber visitantes de modo seguro.

 

Viajando com responsabilidade

Encorajamos os visitantes a planejarem sua viagem com antecedência. Para garantir que todos possam fazer sua parte para viajar com responsabilidade, aqui estão algumas etapas gerais:

  • Ao planejar uma viagem, especialmente em regiões ao ar livre, lembre os visitantes de verificar se instalações como banheiros e estacionamentos estarão abertos, para que não sejam surpreendidos. Os visitantes podem encontrar informações sobre banheiros públicos abertos na Grã-Bretanha e na Irlanda do Norte em Lockdown Loo.
  • Se os visitantes têm uma atração em mente, verifique online se é necessário pré-reservar um horário.
  • Na Grã-Bretanha e na Irlanda do Norte, é obrigatório por lei o uso de máscara facial no transporte público, como ônibus, trens, táxis e minicabs, a menos que estejam isentos de fazê-lo.
  • Outros locais onde máscaras faciais são obrigatórias variam de acordo com o país.
  • Passageiros podem ser solicitados a usar uma máscara facial dentro do terminal do aeroporto, fazer o check-in online sempre que possível e reduzir a bagagem de mão. Também serão aplicadas restrições ao distanciamento social, de acordo com as regras específicas de cada nação.
  • Os visitantes devem manter uma distância de dois metros de qualquer pessoa fora do grupo de viagem – isso não se aplica apenas a caminhadas, mas também a correr, andar de bicicleta e sentar. Observação: o distanciamento social é de dois metros na Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Na Inglaterra, os visitantes devem ficar a dois metros de distância de pessoas com quem não moram, sempre que possível, ou um metro com precauções extras (como usar coberturas para o rosto ou aumentar a ventilação dentro de casa). Consulte os sites relevantes de cada país para obter mais informações.
  • Alguns lugares podem estar cheios, por isso os visitantes devem ser incentivados a explorar novas regiões onde o distanciamento social é garantido.
  • Os visitantes devem se certificar de que possuem um cartão do banco durante sua estada na Grã-Bretanha e Irlanda do Norte; muitos estabelecimentos atualmente aceitam apenas pagamentos com cartão.
  • Também é importante que os visitantes lavem as mãos regularmente e tenham álcool gel para uso quando não houver lavatórios públicos disponíveis.

Informações e conselhos governamentais

Para obter as informações governamentais mais recentes e conselhos específicos sobre viagens em cada uma das quatro nações, visite:

 

Saúde e Segurança

O que fazer em caso de sintomas de coronavírus?

Se você acha que tem sintomas de coronavírus, deve discar 111 para acessar a linha de ajuda do NHS para obter aconselhamento. O número gratuito para chamadas não emergenciais está disponível 24 horas por dia. Você pode encontrar as orientações de saúde mais recentes para cada nação nas páginas dedicadas à Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

Cuidado hospitalar

Departamentos hospitalares de acidentes e emergência (A&E) na Grã-Bretanha fornecem tratamento para emergências com risco de vida genuíno. Caso necessite de ajuda ou conselho médico em uma situação sem risco de vida, você deve ligar para 111 para acessar o serviço do NHS 111.

Os visitantes estrangeiros podem ter de pagar pelos cuidados hospitalares que recebem, e todos os visitantes são fortemente aconselhados a garantir um seguro de saúde com cobertura para a viagem. Qualquer teste e tratamento de coronavírus não incorrerá em nenhuma cobrança.

O que fazer em caso de emergência

Você deve discar 999 em uma emergência para entrar em contato com os serviços de polícia, bombeiros e ambulâncias, bem como a guarda costeira. Você precisará indicar qual serviço você precisa. Outros serviços, como resgate em montanha e serviço voluntário da guarda costeira da Grã-Bretanha, o Royal National Lifeboat Institute, também podem ser acessados por meio deste número.

As chamadas são gratuitas de qualquer telefone, mas só devem ser feitas em emergências genuínas.

Polícia

Se você estiver perdido, peça ajuda a um policial – eles são corteses, acessíveis e prestativos. Os guardas de trânsito também podem ajudá-lo com as direções. Se você foi vítima de um crime, entre em contato com a polícia discando 999 ou 101 para casos não emergenciais.

Os policiais de apoio à comunidade também trabalham com a polícia e também podem fornecer conselhos e orientações, além de orientações e outras informações importantes.

 

Aeroportos e transporte

Usando o transporte público – máscaras faciais

Lembre-se, na Grã-Bretanha é lei o uso de máscara facial em todos os momentos dentro do transporte público, como ônibus, trens, táxis e minicabs, a menos que você esteja isento de fazê-lo.

As regras sobre o uso de máscaras faciais em outros locais, incluindo aeroportos e centros de transporte público, variam de país para país. Para obter mais informações sobre o uso de máscaras, visite os sites dedicados da InglaterraEscóciaPaís de Gales ou Irlanda do Norte.

 

Aeroportos

London Heathrow fica cerca de 24 km a oeste do centro de Londres, e tem conexões para a estação Paddington através do Heathrow Express, levando de 15-20 minutos, ou através da linha de metrô Piccadilly.

London Gatwick está situado 48 km ao sul do centro de Londres, com o Gatwick Express levando os passageiros à estação Victoria de Londres em apenas 30 minutos. Os serviços Thameslink e Southern fornecem links para vários centros de Londres.

London Stansted é encontrado 64 km a nordeste de Londres. O Stansted Express serve a estação Liverpool Street e leva cerca de 50 minutos. Os serviços de ônibus vão do aeroporto aos principais centros de Londres.

London City fica 23 km a leste do centro de Londres, com conexões para a rede de metrô via Docklands Light Railway (DLR), levando apenas 22 minutos.

London Luton está a 48 km ao norte de Londres e é servido por serviços regulares para os principais centros da capital a partir da Luton Airport Parkway.

Birmingham Airport fica a cerca de 13 km do centro de Birmingham e está ligada à Estação Ferroviária Internacional de Birmingham por meio do AirRail Link, fornecendo rotas para o centro da cidade que levam apenas 20 minutos.

Manchester Airport está situado a cerca de 14,5 km ao sul do centro de Manchester, com serviços de trem para a estação Manchester Piccadilly levando cerca de 20 minutos. Os serviços regulares de ônibus e bonde são uma alternativa.

Liverpool John Lennon Airport fica a 11 km ao sudeste do centro da cidade de Liverpool, com serviços regulares de trem e ônibus levando cerca de 40 minutos.

Cardiff Airport serve como uma porta de entrada internacional para o País de Gales e fica a cerca de 30 minutos do centro da cidade, servido pelo serviço de ônibus Cardiff Airport Express e trens da estação Rhoose Cardiff International Airport.

Edinburgh Airport está situado a oeste da capital escocesa, com conexões regulares de bonde e ônibus para o centro da cidade que levam cerca de 35 minutos.

Glasgow Airport fica 13 km a oeste da cidade, com o serviço de ônibus Glasgow Airport Express que leva os viajantes ao centro da cidade em apenas 15 minutos.

Voos domésticos no Reino Unido

Como as distâncias são pequenas no Reino Unido, as viagens aéreas domésticas não são essenciais, mas são uma boa opção se você quiser economizar tempo para viagens mais longas, como entre Londres e Escócia. Os fornecedores de voos internos incluem British Airways, easyJet, Ryanair, FlyBE e Aer Lingus.

 

Ônibus rodoviário

National Express introduziu uma série de medidas de segurança e recebeu o selo ‘We’re Good To Go’. Seus ônibus oferecem conexões diretas entre os principais aeroportos (London Heathrow, Gatwick e Stansted, Luton, Birmingham, Liverpool, Manchester, Coventry, East Midlands e Bristol) e muitas cidades e vilas britânicas. Eles também têm um serviço regular entre Gatwick e Heathrow e geralmente são uma alternativa mais barata ao transporte ferroviário.

 

Brexit e transição

A Grã-Bretanha e a Irlanda do Norte deixaram a UE e o período de transição terminou em 31 de dezembro de 2020. Estamos ansiosos para receber os visitantes de volta. Queremos mantê-los atualizados de que, a partir de 1º de janeiro de 2021, novas regras estarão em vigor para os visitatantes. Para obter mais detalhes, consulte o site oficial do governo ou consulte nossa página visitando o Reino Unido a partir de 1º de janeiro de 2021. Haverá também novas regras para quem deseja trabalhar e estudar na Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, como parte de um novo sistema de imigração baseado em pontos para os cidadãos da UE. Se os visitantes desejarem mais informações, eles devem visitar gov.uk para saber mais.